quarta-feira, 29 de julho de 2015

JOGO DE PODER EM VALENÇA

HILDÉCIO MEIRELES-PMDB-DEPUTADO ESTADUAL DE OPOSIÇÃO AO LADO DE SEUS ALIADOS DURANTE A COMEMORAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA DA BAHIA
EDUARDO MONTEIRO-PRÉ CANDIDATO A PREFEITO DE VALENÇA
RICARDO MOURA-PMDB-PRÉ CANDIDATO A PREFEITO DE VALENÇA
CLAUDIO QUEIROZ-PP-PRÉ CANDIDATO A PREFEITO DE VALENÇA
FOTO-ASSESSORIA DO PARLAMENTAR ESTADUAL  
AS PEÇAS DO JOGO EM VALENÇA-Para muitos a disputa eleitoral ainda está longe, mas na verdade as articulações políticas em busca de uma candidatura plenamente competitiva para vencer a candidata governista Jucélia Nascimento, que está cada vez mais ganhando terreno dentro deste complicado jogo eleitoral.

O ARTICULADOR-Já está extremamente cristalino, que o grande chefe do PMDB no estado Gedel Veira Lima já começou a articular uma candidatura para governador em 2018.

Mas para que essa estratégia funcione é fundamental que a legenda se fortaleça, fincando sua bandeira no mapa político do estado.

ARTICULAÇÃO POLÍTICA NO BAIXO- SUL-Para essa importante missão de articulação regional Gedel, já escalou o deputado estadual Hildécio Meireles que obteve um expressiva votação na região e conquistou um capital político que o torna o grande articulador da legenda. 
O deputado sabe que se quiser ter um futuro político longo na legenda quem sabe ate na capital federal precisa dar tiros certeiros na disputa eleitoral, mostrando que ele tem o poder mágico de transferir seus votos para seus indicados.

Enquanto em Cairu ele tem uma vida extremamente tranquila em termos eleitorais, fazendo uma oposição aguerrida, que não tem vergonha alguma de lembrar de maneira extremamente saudosa de um passado não muito longínquo, onde a cidade era destaque no tradicional jornal A tarde como uma das melhores cidades em saúde pública.

Em Valença  o jogo é muito mais complicado, pois a diversidade de correntes políticas é um pouco mais ampla. 

O crescimento da popularidade da atual gestora, Jucélia Nascimento, que possui muito prestigio entre as figuras mais fortes do poder executivo estadual, mostra a necessidade de se construir um arco de alianças grande tornando-se cada vez mas clara. Não será surpresa alguma se este arco de alianças contar com o PT municipal, pois vale lembrar que o partido se declara como oposição, mesmo tendo alguns de seus membros  fazendo parte da gestão atual e alcançando grande exito como o secretário municipal da juventude Antonio Daniel

O parlamentar petista Adaílton Francisco, que tem a sua base eleitoral fincada na zona rural da cidade, tem se mostrado extremamente atuante em pautas fundamentais para a sociedade, como por exemplo habitação e agricultura. Mesmo estando apenas em seu primeiro mandato no parlamento já teve seu nome ventilado por diversos setores da impressa da cidade como um dos possíveis nomes para a composição de uma chapa oposicionista 

O parlamentar Jairo Batista-PMDB, já declarou por diversas vezes que será candidato a prefeito da cidade mesmo sem o apoio de sua legenda. Vale lembrar que na arte da política uma candidatura não se constrói apenas por um desejo pessoal e sim com uma articulação de forças, que não podem apenas ter capacidade eleitoral, mas também capacidade política. O parlamentar tentou emplacar uma CPI-Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar supostos desvios de recursos público no abastecimento de ambulância. Como suas denuncias não foram comprovadas ate o momento o parlamentar teve seu pedido arquivado e perdeu um pouco de sua credibilidade sendo apelidado por alguns com Jairo gasolina, tornando sua candidatura nascida de um desejo pessoal e não do clamor das ruas praticamente inviável.

EDUARDO MONTEIRO-No momento atual da política nacional clama por renovação e o nome de um advogado jovem, sem duvida alguma não pode ser descartado ele tem se aproximado muito do deputado e parece estar liderando essa corrida. Outro ponto que conta em favor de Eduardo é a sua pouca rejeição em relação a outros membros do bloco de oposição, a taxa de rejeição que ele possui não pode ser considerada exatamente uma rejeição, mas sim uma falta de conhecimento de certas faixas do eleitorado sob seu nome.

CLAUDIO QUEIROZ-PP-Apostou extremamente alto nesta candidatura, quando mesmo sendo da base governista estadual e escolheu apoiar um deputado de oposição deixando seu partido de lado, ele foi prefeito por apenas 2 anos.

RICARDO MOURA-PMDB-Faz parte de um partido que já está desgastado em termos estaduais e em toda corrida eleitoral é considerado um dos grandes favoritos sempre liderando pesquisa, mas não tem um desempenho consistente.

QUEM VAI GANHAR ESTE JOGO ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário